O Bonsaísta

Francisco Carlos Corrêa, natural do município de Viçosa, Estado de Minas Gerais, estudou Agrimensura na UFV – Universidade Federal de Viçosa e suas conquistas o apresentam como um homem de perfil de grande sabedoria, persistência, liderança e empreendedorismo. Uma pessoa de hábitos simples, que sempre prezou pelo peso da honra contida em uma palavra.

Com uma visão de retorno a longo prazo, iniciou sua trajetória com o lançamento de loteamentos no Estado do Paraná. Em seguida, apostou com enorme sucesso no lançamento de grandes empreendimentos no segmento de lazer e turismo, por todo o país e no exterior, com destaque para os gigantescos complexos aquáticos THERMAS INTERNACIONAL DE MINAS GERAIS e THERMAS INTERNACIONAL DE SANTIAGO DO CHILE.

Lançou o primeiro Campo de Golf do Brasil 100% composto por grama da espécie Tif EAGLE – uma categoria de grama que normalmente é utilizada apenas nas áreas dos greens (pequena área arredondada onde são posicionados os buracos) – devido ao seu alto custo de aquisição e de manutenção. O detalhe interessante é que Francisco começou a cultivar essa grama com uma minúscula muda que foi plantada no algodão em uma única tampinha de refrigerante. Estava determinado a, com o passar dos anos, construir o seu próprio Campo de Golf Executivo, totalmente coberto por aquela pequena preciosidade. Hoje, anexo ao complexo de lazer onde foi criado o Museu do Bonsai, encontra-se o imenso tapete verde que é mais uma prova de sua visão, persistência e rara paciência: o Thermas Executive Golf.

Essa história não pára por aí. Segundo Francisco, o campo de golf executivo anexo ao Clube e Museu em Minas seria apenas “um estágio”, pois quando começou a cultivar a minúscula muda de grama, já articulava a preparação de um terreno, no Estado do Rio Grande do Sul, onde está prestes a ser lançado um enorme Condomínio de Luxo com um campo de golf de 18 buracos.

Apaixonado por paisagismo – fato que é nítido em todos os seus empreendimentos – e com toda essa visão de longo prazo, em certa ocasião, há quase 30 anos atrás, em uma de suas viagens pelas estradas do Brasil, observou um detalhe na paisagem que lhe chamou a atenção: uma enorme árvore de formato inusitado, que apresentava uma parte ainda viva e uma parte atingida por um raio. Parou sua caminhonete e ficou observando aquela árvore com uma sensação de grande atração. Seguiu em frente, mas aquela imagem não saia de seus pensamentos. Mal sabia ele que a partir daquela visão, nasceria a sua paixão pela cultura dos Bonsais.

Tempos depois, trabalhando pessoalmente em suas plantas decorativas espalhadas pelo paisagismo exuberante do Thermas situado em Minas, vieram a lembrança da árvore exótica modificada pelo raio e a ideia: porque não aprender a cultivar bonsais?

Pesquisou muito, procurou se aproximar de especialistas do meio, se inscreveu em diversos cursos e congressos para conhecer de perto o universo do Bonsai e teve a certeza de que aquela imagem do passado tinha alguma forte ligação com aquilo que seria a sua maior paixão. E mais uma vez, seu instinto de “Rei Midas” entra em ação: pequenas mudas que há 25 anos atrás não valiam mais do que R$2,00, por meio de suas mãos e de sua criatividade, hoje se tranformaram em obras de arte que valem milhares de Euros no mercado internacional de Bonsais.

Com a inauguração do primeiro Museu do Bonsai das Américas, ocasião em que recebe em seu complexo turístico um importante Congresso Internacional do segmento, Francisco Carlos Corrêa entra definitivamente para o rol internacional dos grandes bonsaístas.

Fotos: Alex Mota | Anchor Multimídia

7 comments

  • João Leonardo Ribeiro da Mota

    Conheci o Francisco através de um filho. É o cara. Empreendedor nato. Seu trabalho merece ser observado atentamente, seja qual for o segmento.

  • Francisco Corrêa

    Obrigado João Leonardo , pelo seu comentário , muita bondade sua , quero exaltar sua simplicidade . Um grande abraço !
    Atenciosamente
    Francisco Corrêa

  • Alex Mota

    Tive a oportunidade de conhecer o trabalho do Francisco desde o seu primeiro empreendimento no setor de lazer e turismo há mais de 25 anos atrás. Com certeza, o seu envolvimento com o cultivo dos Bonsais tem tudo a ver com as estratégias desse homem, que atuou com sucesso em grandes empreendimentos no Brasil inteiro e no exterior. Um sujeito muito simples, determinado e espetacular. Um grande mestre. Possuir um de seus Bonsais é um lembrete permanente de que o sucesso é fruto e consequência da inovação, muita determinação, capacidade analítica apurada, agir no tempo certo e ter paciência para esperar as coisas acontecerem como se espera. Resumindo: “aprendi que não só como no cultivo de um Bonsai, mas como em tudo na vida, fazendo “com amor” o que deve ser feito e do jeito que tem que ser feito, no tempo certo as coisas acontecem da forma que se espera que aconteçam”.

  • Francisco Corrêa

    Obrigado Alex pelas suas belas palavras , é com enorme prazer que venho te agradecer , pois são grandes parcerias que fazem um grande empreendedor . Abraços .

    Atenciosamente.

  • Francisco

    Obrigado Marcos. É um enorme prazer receber um comentário tão generoso com este . Um grande abraço.
    Atenciosamente
    Francisco Corrêa

  • Francislaine Marques

    Trabalhei com o Francisco por 7 anos e trata-se de um grande empreendedor! Por ser muito inteligente, toda ideia que ele tem, ele corre atrás, pesquisa, busca obter todo o conhecimento técnico necessário até concretizar, foi assim com o Thermas Executive Golf no qual acompanhei a ideia inicial do projeto e também a comercialização e cultivação de Bonsais. Parabéns pela sua perseverança, humildade e que seus negócios e sonhos, sejam de muito sucesso. O Thermas Internacional foi uma escola para mim, me abriu grandes portas e sou muito grata a vocês!

  • Marcelo Campos

    Chico, muito legal o museu. Pode ficar mais “museu” (indo além da exposição, para se tornar gerador de conhecimentos e de inspiração) acrescentando breves históricos de cada planta. Sobre informações relativas aos tempos, a boa técnica é conseguir aspecto velho em prazo curto, como vc vem conseguindo. Por isso se conseguir ser o mais rigoroso possível com idades e tempos de cultivo, de trabalho, etc., mais valiosas ficam as informações. Outra sugestão é uma sessão de suiseki, acompanhamentos, etc. Sucesso aí. Já é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>